Todo Mundo Come “Comida Vegana” Sem Perceber

Como fico enlouquecida com a confusão que as palavras causam às vezes. Só porque inventaram esse nome “vegano” para as comidas e produtos de origem vegetal, parece que é tudo coisa vinda de Marte. Ou então de um clube fechado, onde os chamados “veganos” apresentam crachá para entrar e podem finalmente fazer umas comprinhas.

Comida vegana = Comida vegetal

Comida vegana é simplesmente comida vegetal. E comida vegetal não é só salada, como todos supostamente sabem. É também arroz, feijão, batata, farinha, açúcar, banana. Todas as frutas, legumes, verduras, grãos e temperos da sua vida, com exceção de carnes, ovos e leites, além de alguns itens específicos como, por exemplo, corante carmim, que vem de insetos, ou vitamina D3, que é de origem animal, diferente da D2, que é vegetal.

É o macarrão de grano duro que tem em qualquer mercado, e que fica igualzinho ao que tem ovos e muita gente come sem saber que é vegetal. É o arroz e feijão, o pãozinho da padaria, é o pão italiano, é a massa de várias pizzas e esfihas. São também vários salgadinhos, bolachas, chocolates. É a banana com aveia no café da manhã, a tigela de açaí do meio da tarde, a batata ou mandioca frita à noite no bar.

Ou seja, todo mundo come coisas de origem vegetal o tempo todo, só não pára pra reparar quais são os ingredientes. Não precisa ser um produto classificado como vegano para ser vegetal. Então a facilidade de encontrar alimentos e produtos sem origem animal é imensamente maior do que diz o mito das nossas cabeças.

Além disso, qualquer guloseima ou prato específico que é feito com ingredientes animais normalmente pode ser feito com ingredientes vegetais sem perceber a diferença. É o caso de bolos, tortas e muitas sobremesas. Mas não pense que são ingredientes super incomuns, muito pelo contrário. O leite de alguns bolos pode ser trocado por leite vegetal ou então por aquele ingrediente gourmet desconhecido, chamado água. É realmente muito, muito mais fácil do que nosso medo de mudanças imagina.

Mas comida vegana é cara?

O que existe de mais desconhecido são os produtos vegetais que imitam os de origem animal, como carnes, queijos, maionese, requeijão. E são esses que são mais caros, inclusive. Porque aqueles outros, mais comuns e que todos conhecem e comem todo dia, esses são bem baratos. Dá perfeitamente para viver uma vida farta de alimentos variados e deliciosos só com esses ingredientes simples, pode ter certeza disso.

Como é a comida vegana?

Além de ser muito comum, não tem como classificar comida vegana de nenhuma forma. Ela pode ser mais simples ou elaborada, mais cara ou mais barata, mais saudável ou mais besteira, ou então mais natural ou industralizada. Assim como qualquer alimento, seja de origem vegetal ou não.

Sem rótulos, sem confusão

Vamos então parar de criar um mundo de confusões e associações que não existem. Vamos por favor parar de tratar os alimentos nos restaurantes ou no mercado que estiverem indicados como “veganos” como algo específico para quem tem também esse rótulo carimbado na testa. Todos já comemos “comida vegana” o tempo todo, a única questão que existe é se vamos ou não continuar consumindo também os produtos e alimentos de origem animal. Talvez ao perceber a infinidade de alimentos vegetais que temos ao nosso redor o tempo todo, e como já inclusive conhecemos e gostamos de muitos deles, possamos perceber também que essa escolha não é nada de outro mundo.

Façamos cada um o que quiser, pois não estou querendo aqui impor nada a ninguém. Mas eu espero sinceramente que as decisões de cada pessoa sejam conscientes e baseadas em fatos, não em conceitos distorcidos e inventados. Que todos saibam que existe muito sofrimento envolvido com a exploração animal, e que os recursos vegetais são inúmeros e estão amplamente disponíveis. Esses dois pontos são fatos simples e reais, e essa informação sim é o que tenho vontade de espalhar ao máximo, espalhar para todos. E o que nós vamos fazer a respeito disso depende do quanto e como esses fatos atingem ou não cada um dos nossos corações.

Mas que seria legal se todos os corações estivessem abertos o suficiente para se sensibilizar com isso, e as mentes abertas o suficiente para ver e lidar com isso, ah, não vou mentir, seria sim. Tão melhor para todos nós e para os nossos amigos animais, que não têm culpa nenhuma da bagunça que a gente faz até perceber alguma coisa de verdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *